Calendário de Eventos
 

 
 
 

COMBATENDO AS DROGAS COM AMOR

Diminuir FonteAumentar Fonte

Lembro-me que nos momentos mais difíceis de minha vida, em que estava na luta contra a dependência de drogas e a loucura, o apoio e o amor de minha família foram fundamentais. Através dela pude encontrar as condições favoráveis para abrir caminho para a recuperação. A paciência de meu pai, o carinho de minha mãe, a compreensão e o afeto de meus irmãos, foram decisivos para a saída do atoleiro em que estava.

 

Hoje, no trabalho de aconselhamento e ajuda realizado pelo PROJETO VIDA URGENTE aos dependentes químicos, temos encontrado famílias que não estão dispostas a ajudá-los. São pais que chamam seus filhos de "maconheiros" ou "bandidos" e que negam o apoio necessário. Pais que afirmam, amargamente, não haver mais solução para o problema e que seus filhos ("não tem mais jeito").

 

Lembro-me que meus pais estiveram ao meu lado até o último momento em que fui encaminhado para a internação em um centro de tratamento evangélico para dependentes de drogas, em São Paulo, em dezembro de 1983. Hoje sou uma pessoa em recuperação. É certo que para uma recuperação completa são necessárias muita força de vontade e fé em Deus da parte do dependente químico. Mas não podemos ignorar que a família tem um papel de especial importância nesse processo. O dependente, nessa fase difícil de sua vida, necessita urgentemente de pessoas amigas que o aceitem e acreditem nele. Que não o tratem como uma coisa sem valor, que não presta para nada. Necessita de pessoas que o apoiem em sua desesperada luta pela vida. A família precisa e deve cumprir essa missão de solidariedade e amor.

 

Se você é pai ou mãe e tem um filho dependente do álcool, maconha, cocaína ou outro tipo de droga, saiba que ele é uma pessoa enferma e que não é totalmente culpada por ser o que é. A Organização Mundial de Saúde considera a dependência química (drogas) uma doença que necessita de tratamento adequado. O tipo de atitude sua e de sua família em relação a ele irá determinar, em grande parte, as possibilidades de sua recuperação. Se a atitude for de desprezo e desamor, dificilmente ele conseguirá a saída e continuará em sua caminhada sem volta, em direção ao fundo do poço. Se a sua atitude for de acolhimento e amor, ele terá as condições favoráveis para reerguer-se e caminhar na direção da reabilitação para a vida.

 

Não existe outra maneira mais eficiente de combater a dependência de drogas que não seja através do amor. Amor que traduz-se em mão estendida, abraço caloroso, paciência, atitudes duras nos momentos certos com palavras certas e entrega sem medida em favor daquele que está enfermo. Esse método tem dado certo para muitos dependentes de drogas e suas famílias. Temos experiências de várias pessoas que estão saindo do inferno e florescendo para a vida.

 

A Bíblia ensina que "...o amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta..." (I Coríntios 13.7), e que "...aquele que diz estar na luz e odeia a seu irmão, até agora está nas trevas. Aquele que ama a seu irmão permanece na luz e nele não há tropeço" (I João 2.9-10).

 

Eu, como dependente químico em recuperação, creio firmemente na possibilidade de qualquer outro dependente de drogas libertar-se do inferno em que vive, seja qual for a situação e as condições em que esteja. Esse combate é travado no campo do amor familiar intenso e verdadeiro, na área da força de vontade pessoal e na dimensão da fé total em Deus.

 

As palavras bíblicas são verdadeiras quando afirmam: "Se Jesus Cristo vos libertar, verdadeiramente sereis livres" (João 8.36).

 

Seu amigo, Eduardo Souza



Data: 11/04/2011
 
Outras Mensagens

A TRÁGICA MORTE DO CANTOR E COMPOSITOR CHORÃO
ENTREVISTA COM O DR. DRAUZIO VARELLA SOBRE O CRACK
A LUTA DE FÁBIO ASSUNÇÃO
A HIPOCRISIA, O TRÁFICO E O CARNAVAL DO RIO DE JANEIRO
NA LUTA POR UMA SOCIEDADE SEM DROGAS
AJUDANDO O FILHO DEPENDENTE DE DROGAS
COMO PREVENIR AS DROGAS NA FAMÍLIA
 
 

PROJETO VIDA URGENTE
Rua Vanísia, 60 (Rua do Posto de Saúde) - Santa Cruz da Serra
Duque de Caxias - RJ

Telefones: (21) 2679-2648 / (21) 7138-0767 / (21) 7855-9648

REUNIÕES DE AJUDA PARA DEPENDENTES QUÍMICOS E FAMÍLIAS
Todos os sábados, às 19 horas