Calendário de Eventos
 

 
 
 

CIENTISTAS DESCOBREM POR QUE A MACONHA ABRE O APETITE


Nicole Ostrow, da Bloomberg, fevereiro de 2015


Mesmo de barriga cheia, o consumo de maconha pode causar “larica” ou abrir o apetite. Isso porque ela desativa um mecanismo no cérebro que informa ao corpo que ele não está com fome, de acordo com um estudo.


A descoberta é o oposto do que os cientistas disseram que esperavam: os neurônios deveriam ter sido desligados, pois os ratos utilizados na pesquisa tinham acabado de comer, disse o principal autor do estudo, Tamas Horvath. O informe foi publicado nesta quarta-feira (18) na revista Nature.


“O freio se transforma em acelerador. De repente, ele age de modo contrário ao que normalmente deveria fazer”, disse Horvath, professor de pesquisa biomédica e medicina comparativa da Faculdade de Medicina de Yale em New Haven, Connecticut. “Ele engana o sistema central de alimentação do cérebro”.


As conclusões são as primeiras a mostrar como a maconha pode funcionar no cérebro para causar a larica, disse Horvath. Os resultados poderiam oferecer um modo de ajudar pacientes de câncer que perdem o apetite durante o tratamento, disse ele.


Os pesquisadores utilizaram ratos para monitorar a ação do canabinóide, um componente essencial da maconha, no circuito cerebral que promove a alimentação. Injetou-se nos ratos uma forma sintética de canabinóides depois de alimentá-los. Os pesquisadores analisaram então amostras do cérebro para identificar quais neurônios são afetados pela droga e como isso acontece, disse Horvath.


Outras pesquisas são necessárias para reproduzir essas descobertas e também para analisar se os neurônios têm uma função no “barato” provocado pela maconha. No entanto, Horvath espera que os resultados também sejam verdadeiros para os humanos.


“Qualquer pessoa que já tenha fumado e tido larica vai compreender”, disse ele.

 

PROJETO VIDA URGENTE
Rua Vanísia, 60 (Rua do Posto de Saúde) - Santa Cruz da Serra
Duque de Caxias - RJ

Telefones: (21) 2679-2648 / (21) 7138-0767 / (21) 7855-9648

REUNIÕES DE AJUDA PARA DEPENDENTES QUÍMICOS E FAMÍLIAS
Todos os sábados, às 19 horas