Calendário de Eventos
 

 
 
 

A FAMÍLIA NA VIDA MODERNA


Texto: Pastor Derly Neves

 

Prezados pais,
Eu estou particularmente convencido de que a área familiar é o campo mais promissor no combate às drogas. Isto porque a maior parte das causas que levam às drogas são produzidas no ambiente familiar. Bem estruturada a família, as causas oriundas dela serão removidas reduzindo em muito a possibilidade de seus membros se tornarem usuários de drogas. Portanto o fortalecimento da família é a mais eficaz ação no combate a este mal social. Lamentavelmente a sociedade moderna parece estar conspirando contra a família. Muitos dos aspectos da vida moderna são fatores de desintegração da família. Vejamos alguns destes fatores:

 

ALHEAMENTO DE DEUS
Vivemos hoje, numa sociedade imediatista, materialista e consumista. Egocêntrica. Nesta sociedade a pessoa de Deus quase sempre ocupa o último lugar na lista das prioridades, quando entra na lista. A frenética religiosidade de hoje não prova que o homem está se preocupando com Deus. Esta religiosidade moderna está se tornando, como diria Carl Marx, em "ópio do povo". A religião tem se tornado numa desesperada busca de Deus não por causa dEle mesmo, mas para que Ele possa suprir as necessidades, os anseios e as frustrações do homem moderno. A verdadeira religião, de acordo com a Bíblia Sagrada, não consiste no que o homem pensa de Deus ou faz para Deus. A verdadeira religião depende do que Deus pensa sobre o homem e faz por ele. Deus é que busca o homem indo amorosamente ao seu encontro oferecendo-lhe perdão e reconciliação. A família precisa voltar-se para Deus. Ele a instituiu e somente Ele pode e sabe consertá-la.

 

O STRESS DA VIDA MODERNA
A poluição visual e sonora das grandes cidades, os ônibus cheios, o péssimo ambiente de trabalho, os salários de fome, a competição desonesta nos meios mais ricos, a subnutrição e outros fatores da vida moderna ultrapassam a capacidade de suportar do ser humano. As pessoas se tornam tensas, nervosas, irritadiças e levam este estado psicológico para dentro de seus lares. Isso prejudica o relacionamento do casal e dos pais com os filhos transformando o lar num ambiente tenso, carregado e indesejável. Em decorrência disso, os filhos e o marido fogem do lar e isso facilita o contato com as drogas. É responsabilidade dos pais criar um ambiente aconchegante, seguro, tranquilo, acolhedor e agradável no lar, onde o esposo, a esposa e os filhos tenham prazer em permanecer.

 

A MULHER NO MERCADO DE TRABALHO
Não sou machista e desaprovo o feminismo. Ambos estão errados. Na Bíblia Sagrada, em Provérbios capítulo 31, Deus apresenta a mulher virtuosa que é amada e elogiada pelo marido e pelos filhos. Deus deixa bem claro que é virtude quando uma mulher exerce atividades fora do seu lar. Examina e compra uma propriedade, vende produtos manufaturados por ela. Providencia lã e linho para o seu lar, etc. Só que esta mulher faz tudo isto sem negligenciar sua posição de esposa e mãe.

 

Reconheço que há casos em que a mulher precisa ir à luta. Mas na maioria dos casos, não precisaria negligenciar as suas responsabilidades do lar. Em muitos casos a mulher faz isto para fugir da "rotina" da vida doméstica. Acontece que a vida doméstica só se torna rotineira e enfadonha por falta de objetividade, criatividade e de uma visão clara da importância da mulher como esposa e mãe. Por isto a vida doméstica deixa de ser excitante e tornase enfadonha. Ridiculariza-se a dedicação de esposa e mãe nas novelas e nos filmes. É comum os pais dizerem às filhas para incentivá-las a estudar: "Se você não estudar, o seu destino será lavar roupa do marido e limpar fralda de bebê". Falam isso num tom como se estas tarefas fossem desonrosas, aviltantes para a dignidade feminina. Sim, caro leitor, a sociedade moderna tem incitado a mulher a renunciar ao lar fazendo-a crer que as atividades domésticas são limitadoras, cerceadoras e até mesmo humilhantes. Por que ser a "heroína anônima" no lar? "A mulher precisa vir à tona, dar o ar das graças". A mulher iludida por esta filosofia, renuncia sua honrosa posição de "heroína anônima" para se tornar muitas vezes a "vilã notória". Querendo se libertar da "escravidão da vida doméstica", torna-se escrava de uma roda-viva social para a qual sua estrutura psicológica é inadequada. O fim dessa mulher, mesmo depois de grandes realizações, é a frustração, a insatisfação. Perde marido e filhos e não ganha nada.

 

Após termos considerado estes fatores de desintegração da família, quero deixar aqui o meu apelo: Não deixem que estas armadilhas da vida moderna destruam sua família. O primeiro passo a ser dado é o seguinte: procure desesperadamente ser um bom marido, uma boa esposa, um bom pai, uma boa mãe.

 

PROJETO VIDA URGENTE
Rua Vanísia, 60 (Rua do Posto de Saúde) - Santa Cruz da Serra
Duque de Caxias - RJ

Telefones: (21) 2679-2648 / (21) 7138-0767 / (21) 7855-9648

REUNIÕES DE AJUDA PARA DEPENDENTES QUÍMICOS E FAMÍLIAS
Todos os sábados, às 19 horas