Calendário de Eventos
 

 
 
 

DANIEL EVANGELISTA DE SOUZA


 

"Garoto de 16 anos mata a avó para comprar pó" (Jornal O DIA, 03/01/2003). Fui surpreendido com esta manchete logo de manhã, nos primeiros dias do ano. Um menino morador de um bairro de classe média no Rio de Janeiro, filho de pais separados, com apenas 16 anos já foi internado para desintoxicação várias vezes e durante três meses morou com traficantes numa favela próxima de sua casa. Na verdade, esta foi mais uma tragédia anunciada, infelizmente.

 

O meu irmão Eduardo Souza, tinha tudo para ter sofrido a mesma tragédia do adolescente da manchete do jornal. Chegou a subir sozinho várias vezes ao morro à procura de drogas, foi abordado e subornado por policiais e cometeu pequenos furtos. Perdeu a auto-estima, vivia isolado, deprimido, desmotivado e com um eterno sentimento de culpa. Um artista plástico nato, criativo, sensível e generoso, que vivia de altos e baixos, de promessas de abandono da dependência e de recaídas humilhantes.

 

Como irmão, eu vivi a impotência de ser o primeiro da família a tomar conhecimento de sua dependência, numa confissão desesperada, em busca de apoio e solução para o seu drama. Naquela época, não se tratava abertamente do problema como hoje na mídia, nas escolas e nos grupos de apoio mútuo e sem fins lucrativos. Minha família, que sempre apoiou e amparou meu irmão, vivia desnorteada, na tentativa de protegê-lo e libertá-lo das drogas. Não sabia se as atitudes tomadas eram as mais corretas. Foram anos e anos em que testemunhamos a juventude de nosso irmão caminhando para a morte trágica.

 

Até que um dia, pela misericórdia de Deus, meu irmão tomou aquela que seria "sua última decisão": internou-se numa casa de recuperação evangélica, no interior de São Paulo, chamada Desafio Jovem Peniel. Era uma das poucas que existiam na época. Tal decisão nos surpreendeu, nos animou e nos deixou com muitas dúvidas: será que ele vai se recuperar? Será que vai voltar? E se voltar, como será?

 

Hoje, nossa família agradece à Deus pela vida de nosso irmão, um testemunho vivo da ação de Jesus Cristo. Pelo Projeto Vida Urgente ele tem sido benção para tantas famílias. Testemunhos como o do meu irmão Eduardo Souza, em Mantiquira, são importantes para que se criem grupos de mútuo apoio ou projetos semelhantes ao Vida Urgente em nossas igrejas, para que aconteçam cada vez menos tragédias como a do adolescente da manchete do jornal,

 

PROJETO VIDA URGENTE
Rua Vanísia, 60 (Rua do Posto de Saúde) - Santa Cruz da Serra
Duque de Caxias - RJ

Telefones: (21) 2679-2648 / (21) 7138-0767 / (21) 7855-9648

REUNIÕES DE AJUDA PARA DEPENDENTES QUÍMICOS E FAMÍLIAS
Todos os sábados, às 19 horas